Projects

The Challenge of Global Environmental Change in the Anthropocene: Emphasis on Human Dimension Issues of Climate Change (Brazil, China, and Mozambique)

Fapesp ( 2016/17025-4)

Oct/2017 to Oct/2019

Abstract

The human activities are in the center of the global environmental changes debates setting as unprecedented challenges to the contemporary society in transition to the anthropocene. This research is about the social and political dimensions of climate change focus on the question of how the society responds the risks arising from these changes. The aim of the project is investigate how Brazil, China and Mozambique address their environmental problems; especially the ones related to the climate changes by analyzing three social spheres of this process: the governmental, the scientific community and the organized civil society. The theoretical perspective adopted is forged through the dialoged between environmental sociology, the social theory and the sustainability theories but also with the contribution of the international relations studies and governance studies. The research brings different investigation methods including the analysis of sources and data, bibliographic and documentary research and semi-structured interviews with the important key actors.

 

Key Words: Risk, climate changes, anthropocene, global environmental changes, Brazil, Mozambique, China

Researchers

Leila da Costa Ferreira

 

Ana Paula Soares

Edson Pereira de Souza Leão Neto

Fabiana Barbi

Felipe Barbosa Bertolucci

Izidro Justino Muhale

Giverage Alves do Amaral

Liu Si

Mariana Delgado Barbieri

Jefferson dos Santos Estevo

Mudanças Ambientais Globais: As Políticas Ambientais na China com referência ao Brasil

Agência financiadora: FAPESP (Processo 2013/19771-7)

Vigência: janeiro/2014 à abril/2016

Resumo

A questão ambiental assumiu a condição de problema mundial, mobilizando organizações da sociedade civil, setores da mídia e governos de todo o mundo a partir das duas últimas décadas do século XX. Dentre as mudanças ambientais globais, a mudança climática tem se revelado estruturante para o debate nos últimos anos, caracterizando-se como um dos principais desafios da sociedade global na entrada do século XXI. Tanto o Brasil quanto a China ainda possuem vários desafios a serem enfrentados com relação ao conjunto de problemas que compõe a questão ambiental, em um mundo caracterizado pela alta modernidade, pela sociedade do risco e pelo quadro de mudanças ambientais globais. Esses dois países têm se destacado por sua importância internacional e, sobretudo, pela relevância da questão ambiental no cerne de seus processos políticos. Nesse contexto, esse relatório tem como objetivo apresentar os resultados finais da investigação da trajetória pela qual o eixo Brasil-China tem internalizado a problemática ambiental, especialmente no que diz respeito às questões climáticas, analisando prioritariamente duas esferas sociais fundamentalmente presentes neste processo: a esfera governamental e a comunidade científica. O estudo do pilar Ciência-Política no eixo Brasil-China é de fundamental importância, sendo, consequentemente, uma das inovações propostas nesta pesquisa. Em relação aos aspectos metodológicos, foram adotados diferentes métodos de investigação, incluindo, especialmente, a análise sistemática de fontes primárias e secundárias, a exemplo da pesquisa bibliográfica e da pesquisa documental, e a realização de visitas à China pelos diferentes membros da equipe. Contamos com uma equipe formada por Doutores e por estudantes de Pós-graduação e graduação que participaram das atividades descritas neste projeto de pesquisa, contribuindo para a realização da proposta de estudo. O principal resultado da pesquisa foi a publicação do livro O desafio das mudanças climáticas: Os casos Brasil e China. Financiado pela FAPESP e Paco Editorial.

 

Palavras-chave: mudanças ambientais globais; mudanças climáticas; políticas ambientais; Brasil; China.

Pesquisadores

Leila da Costa Ferreira

Alberto Matenhauer Urbinatti

Emerson Palmieri

Estêvão Bosco

Fabiana Barbi

Lisandra Zago

Luiz Enrique Vieira de Souza

Marcelo Fetz

Mariana Delgado Barbieri

 

 

The environmental issue, interdisciplinarity, social theory and intellectual production in Latin America.
Fapesp (2005/52317-1)
2003-2009

Researchers

Leila da Costa Ferreira

Angela Mazzariol Santiciolli

Antonio Carlos Carneiro de Albuquerque

Áurea Ianni

Camila Midori

Carlos Potiara

Dimas Floriani

Fernando Queiroz

Gabor Bach

Joana Bezerra

João Luiz de Moraes Hoeffel

Jussara Christina Reis

Marília Otavianno Giesbrecht

Rafael D'Almeida Martins

Roberto Guimarães

Rodrigo Caravita

Sérgio Barreira de Faria Tavolaro

Sônia Regina da Cal Seixas

Vinicius Moreno de Sousa Correa


 

Abstract
The environmental issue in the Lain America is addressed from the symbolical and political dimensions on this research. To deal with the environmental challenges the latin America countries have produced knowledge, original investigations and multiple approaches about the relationship environmental and society. The research investigated seven countries: Brazil, Argentina, Chile, Colombia Equator, Mexico and Uruguay in order to identify the major researches lines in the core of their scientific productions.
The methodology involved visits at important research centers and the creation of a data bank that catalogue a significant amount of studies and papers produced in these seven countries.
The main product of this project was the book publication: “A questão ambiental na América Latina” (in Portuguese) that contemplates theoretical discussions in the field of environmental and society, but also other themes such: the international view about the Latin America’s intellectual production, the Brazilian position in relation of the international environmental agenda and the concept of interdisciplinarity.